A MARGEM SOBRE VENDAS NÃO É INDICATIVO DA QUALIDADE DO INVESTIMENTO!

Verifico que muita gente ainda toma a decisão de se realizar ou não um empreendimento com base apenas na margem sobre vendas projetada, com base num dado cenário referencial. O raciocínio muitas vezes corrente ainda é: se a margem está acima de um determinado valor, vamos em frente, caso contrário não.
Assim, o critério para a decisão pode eliminar uma boa oportunidade porque a margem é baixa, ou pior ainda,  pode levar à decisão de se realizar o empreendimento porque a margem é muito boa, sem informações das questões relevantes para a decisão de investir (empreender).
E quais seriam as questões relevantes para a decisão de investir (empreender)? 
Sem dúvida, a decisão de investir (empreender) ou não, deve estar fundamentada em indicadores calculados para responder às questões básicas:
1.       FUNDING: Podemos realizar o investimento (empreendimento)? Sabemos qual é o montante de recursos necessários? Sabemos de onde estes recursos virão e a que custos?
2.        RETORNO: Se realizarmos o investimento, o poder de compra dos retornos futuros superará o poder de compra dos recursos investidos?
3.        RISCOS: Estamos considerando os riscos da decisão? Sabemos o quanto sensível é o investimento (empreendimento) frente a desvios das expectativas admitidas no cenário referencial? Por exemplo: O que acontecerá se houver desconto no preço de venda,  queda na velocidade de venda,  aumento dos custos , aumento da  inflação, entre outras?  Qual seria o impacto nos resultados e no funding?  
Um abraço aos meus leitores e clientes.

Vitória - ES - 25/01/2014
Manoel Lopes Filho
© 2014 Lopes Consultoria Empresarial LTDA - EPP
MANOEL CONSULTORIA
Rua Darcy Grijó, 50, Ed. Madson Office Tower, Sala 608
Jardim da Penha, Vitória/ES - CEP: 29.060-500
Siga nossa redes sociais: FAcebook Linkedin Youtube
Desenvolvido pela: Aldabra criação de website